Como aumentar a eficiência do processo de packing

Confira dicas que ajudam na elevação da produtividade, redução de custos e otimização do tempo

 

packingA boa performance nos processos de picking e packing é extremamente importante para garantir a agilidade e na assertividade na entrega de um pedido, o que reflete diretamente na satisfação do cliente. É por isso que os gestores de logística preocupam-se tanto com essas duas etapas, buscando não apenas alcançar uma elevada produtividade, como também fazer um uso inteligente dos recursos (pessoas, equipamentos e área), visto que o picking e packing são processos que consomem boa parte dos custos da operação. Já tratamos anteriormente sobre o picking e os modelos mais adequados para cada negócio. Neste texto, apresentaremos estratégias para otimizar o processo de packing na sua empresa, buscando reduzir custos e garantir um alto padrão de atendimento ao seu cliente.

 

Antes de tratar especificamente do packing, é válido destacar que para que o mesmo seja bem executado, é fundamental que as demais etapas da operação logística, como o recebimento, conferência, armazenamento, movimentação e separação sejam muito bem executadas, com o registro e o rastreamento dos principais dados de cada item, a inspeção de qualidade, a armazenagem seguindo as normas específicas do produto, o correto endereçamento, um processo de picking eficiente, dentre outras exigências. Isso garante não apenas que o pedido seja rapidamente separado, como também que a conferência final do pedido seja veloz e assertiva. Por isso, otimizar o packing requer a busca de melhorias na operação como um todo.

 

Contudo, em se tratando especificamente da fase de embalagem e expedição, algumas estratégias podem ser empregadas para aprimorar o processo. Confira a seguir:

 

1# Colete os dados mais relevantes do produto desde quando ele chega ao armazém

 

Ao dar entrada de um item no CD, é importante que os seus dados sejam conferidos e atualizados no sistema (lote, data de validade, IMEI, quantidade por caixa, etc.). Além disso, você deve obter todas as informações relevantes sobre as especificidades do produto – tamanho e peso, normas de armazenamento, modo de envio e requisitos de segurança. Essas informações ajudam no uso da embalagem apropriada e no treinamento dos funcionários da área de packing.
 
 

2# Conheça cada etapa do processo de embalagem e as especificidades de cada produto

 

Os processos de embalagem, assim como os materiais utilizados (formas e tamanhos de caixas, plástico bolha, etc.) podem variar conforme o tipo de mercadoria. Por isso, é fundamental conhecer os requisitos de embalagem e rotulagem de cada item e treinar a equipe. Os mais frágeis, por exemplo, demandam um cuidado maior tanto no manuseio quando na seleção do material para embalar. Vale lembrar que esses materiais devem estar sempre disponíveis e de fácil acesso pelos funcionários responsáveis pela área de packing.
 
 

3# Defina o melhor local para o packing

 

O ideal é que o packing aconteça em uma posição fixa no armazém, próxima ao final da linha de picking, de modo a reduzir os deslocamentos e aumentar a produtividade dos operadores.
 
 

4# Minimize o desperdício

 

Entenda os requisitos específicos de embalagem, rotulagem e teste para os itens que você envia de modo a eliminar o desperdício. A redução de etapas desnecessárias, assim como do excesso de embalagem, ajuda a agilizar as operações e, ao mesmo tempo, a reduzir os custos.
 
 

5# Use as ferramentas certas para o trabalho

 

Conte com a o suporte da tecnologia para agilizar e coordenar o packing, seja através de softwares de gestão ou de sistemas automáticos. O WMS, por exemplo, auxilia na definição da embalagem ideal, indicando-a de acordo com as dimensões de cada item e o volume do pedido. O sistema baseia-se na utilização do menor tamanho necessário para reduzir os custos.
 

Outra vantagem que o WMS oferece é a redução do tempo de conferência das mercadorias, já que o monitoramento acontece em etapas anteriores (recebimento, entrada em depósito e picking). Além disso, o WMS usa informações atualizadas para garantir que os produtos sejam embalados assim que o último item da remessa chegar do depósito. Como o software, é possível também priorizar pedidos com base na transportadora ou rota, acelerando a entrega ou mesmo integrá-lo a um sistema de frete para produzir etiquetas de frete sob demanda durante o processo da embalagem.
 

 

6# Mantenha uma postura inovadora

 

Refine as estratégias de embalagem e utilize soluções inovadoras para melhorar ainda mais a eficiência. Seja usando materiais especiais em vez de caixas de papelão padrão para enviar itens de alto risco ou simplesmente avaliando as etapas de seus procedimentos. O fato é que as alterações grandes ou pequenas podem fazer uma enorme diferença!

 

Seguindo essas dicas e investindo em tecnologia, suas operações de packing podem ir para um outro nível, com melhoria na eficiência, redução de custos e alta precisão. Com isso, as entregas passam a ser mais rápidas e assertivas – um importante passo para conquistar de vez a confiança dos seus clientes!

 

Você atua no e-commerce e quer acelerar as suas entregas? Confira dicas para otimizar a logística. Se você busca soluções que podem agilizar a expedição e reduzir custos, leia sobre o cross docking.



Deixe um comentário