Os 3 pilares que serão tendência no Supply Chain em 2022 - Delage

Os 3 pilares que serão tendência no Supply Chain em 2022

Sua empresa está preparada para as novidades do mercado em 2022? Conheça as 3 principais tendências do Supply Chain para o sucesso do seu negócio.

 

tendencias-supply-chainNão é novidade que os acontecimentos dos dois últimos anos, desencadeados pela pandemia da Covid-19, interferiu em inúmeros modelos de negócios, estratégias logísticas e segmentos de mercado. Muitas empresas passaram por mudanças significativas em sua estrutura, equipe e, até mesmo, na forma de se relacionar com seus clientes. Podemos afirmar que o setor varejista foi aquele que sofreu os maiores impactos, uma vez que a pandemia, assim como o isolamento social, transformou os hábitos, a experiência e as formas dos consumidores na hora de realizar uma compra.

 

A busca pela melhor maneira de vender on-line, bem como der formas para interligar canais físicos com o digital foi uma das saídas encontradas pelo varejo na hora de reinventar e acompanhar o novo mercado. Com o tempo, ao longo dos meses, foi se observando a aderência à nova forma de consumo: por um lado, os clientes cada vez mais exigentes e descobrindo novas possibilidades de aquisição, do outro, empresas preocupadas em seguir as tendências e sobreviver ao período de incertezas e desafios.

 

Hoje, ainda existem questionamentos sobre os rumos que o mercado consumidor irá tomar e como as cadeias de suprimentos devem agir diante da nova realidade. Toda a atenção dos gestores logísticos está voltada para os especialistas que tentam traçar padrões e prever o que pode se esperar do mercado em 2022.

 

Mas será que é possível prever os caminhos que se seguirão daqui para frente? A resposta é sim. A não ser que aconteçam imprevistos que possam mudar bruscamente a forma de consumo, existem formas de identificar as oportunidades para investir neste ano. Neste artigo, compartilharemos com você, gestor logístico, o que está em alta no mundo e quais são as principais tendências do Supply Chain em 2022.

 

 

Por que ficar devo acompanhar tendências do Supply Chain?

 

Antes de conhecer quais são as principais tendências do Supply Chain, precisamos entender a importância de considerar essas mudanças e como elas podem trazer benefícios e lucratividade para sua cadeia de suprimentos.

 

Saber quais mudanças estão previstas para o seu mercado de atuação e na logística mundial como um todo, permite que você se mantenha atualizado em relação às estratégias e tecnologias mais recentes. Se os olhares das principais empresas, nacionais e internacionais, estão focados na evolução, você precisa se manter ativo, pensando de forma inteligente e aplicando as novidades de acordo com suas necessidades. Analisar o que a concorrência pensa e coloca em prática auxilia você a aumentar sua performance, desenvolvimento, e claro, se manter competitivo no mercado.

 

Uma coisa é certa: mediante as inovações que conduzem o novo cenário em 2022, empresas que optarem seguir padrões tradicionais podem colocar em jogo sua lucratividade e perder seu espaço no mercado. Portanto, a hora de evoluir é agora! Confira a seguir os 3 pilares que são apostas mundiais como tendências do Supply Chain e descubra como colocá-las em prática ainda este ano.

 

 

Principais tendências do Supply Chain em 2022

 

 

1. Agilidade e previsibilidade

 

 

WMS-Gestao-a-vista

Uma das principais características que o novo mercado traz para o Supply Chain é a visibilidade total da estrutura de trabalho e a movimentação do fluxo de mercadorias, desde a hora que são recebidos no armazém, passando pela conferência, estoque, separação dos pedidos, embalagem, até a entrega ao destinatário final e sua avaliação quanto à experiência de compra. Ou seja, nada mais é que o monitoramento em tempo real de todo o ciclo de vida de um determinado produto, desde sua origem até o consumidor final.

 

Com a pandemia, aprendemos que a ausência de previsibilidade e agilidade nas operações pode afetar o planejamento do estoque que, por sua vez, não atende com precisão a demanda exigida do mercado, seja pela falta de produtos ou o excesso de itens obsoletos. Isso significa que, quando não há o acompanhamento do fluxo de mercadorias, é gerado um gap quanto à previsibilidade, afetando decisões estratégicas. Daí a necessidade de se buscar maior visibilidade.

 

Na prática, há diferentes formas e recursos tecnológicos capazes de deixar os processos mais ágeis e previsíveis. Dentre eles, destacamos duas grandes tendências do Supply Chain:

 

 

Big Data e Inteligência Artificial

 

O sistema Big Data coleta, organiza e compartilha dados com a inteligência artificial, a fim de transformá-los em informações estratégicas práticas. Quando aplicadas no Supply Chain, auxiliam gestores logísticos a encontrarem as melhores soluções para o gerenciamento de estoque, organização operacional, redução de custos e desperdícios, assim como otimização do tempo e aplicação de soluções que deixem o fluxo de trabalho mais rápido.

 

 

Tecnologia Blockchain

 

Já pensou em aumentar a segurança dos dados da sua operação? Pois esse é o principal objetivo da tecnologia Blockchain. A tecnologia visa a descentralização das informações como medida de segurança. Através do seu uso no Supply Chain, é possível alcançar a total rastreabilidade de um produto, desde a sua origem até o seu destino

 

O Blockchain oferece espaço seguro para gravar dados em rede em tempo real, evitando fraudes e ataques cibernéticos, aumentando a transparência de dados e possibilitando a previsibilidade de erros, que podem atrasar todo o processo interno de trabalho.

 

 

Internet das coisas



Outra forma prática de garantir agilidade e previsibilidade dos processos é apostar na internet das coisas, ou IoT. Apesar de pouco conhecida, algumas empresas já investem nessa tendência. Ela consiste em interligar todos os processos do Supply Chain, ou seja, desde o recebimento até o consumidor. Isso quer dizer que qualquer  oportunidade identificada durante o fluxo de trabalho será rapidamente identificada e, dessa forma, os gestores conseguem tomar as melhores decisões para o crescimento do negócio. Vale salientar que uma cadeia de suprimentos mais eficiente gera consumidores cada vez mais exigentes, que esperam receber seus pedidos sem erros e de forma mais rápida, melhorando sua experiência de consumo, a próxima tendência que veremos.

 

 

 2. Experiência do cliente

 

É impossível falar de mudança de mercado sem citar os consumidores. O contexto geral nos últimos anos transformou toda a forma comportamental e também cultural das pessoas. Com a pandemia, muitos que nunca tinham feito compras on-line passaram a utilizar o e-commerce com regularidade. Uma boa parte da população também passou a trabalhar em home office, tornando-se ainda mais ativa no universo digital.

 

Um levantamento realizado pela DemandTec, em parceria com a empresa EnsembleIQ, identificou algumas características padrões e novas exigências do consumidor após a pandemia. Uma delas será a aderência às compras on-line:uma parcela de 22% dos consumidores continuarão optando pelos e-commerces. Outro ponto revelado pela pesquisa foi a maior crítica nas tomadas de decisões, incluindo preços, tempo de entrega e as melhores experiências ofertadas pelas empresas.

 

Visando atender a demanda dos clientes, as empresas precisam considerar uma série de práticas para ganhar relevância no mercado. Algumas das oportunidades que podem auxiliar a aumentar a experiência do cliente e melhorar os resultados do seu Supply Chain, são:

 

 

– Investir no omnichannel

 

Ainda que a compra pela internet possa parecer simples, existem hoje formas sofisticadas e também estratégicas de oferecer melhores condições para o cliente. O frete, por exemplo, por muito tempo foi visto como um ponto decisivo para compras on-line, levando a desistência da aquisição. Hoje as empresas podem contar com sistemas de gerenciamento robustos como, por exemplo, WMS e OMS, que integram todos os canais de comunicação e venda em um mesmo sistema operacional, criando melhores possibilidades de compra para seus consumidores finais e barateando custos.

 

Um exemplo é a compra híbrida, onde um determinado pedido pode ser realizado de forma on-line e ser retirado em lojas presenciais, assim como pedidos feitos em lojas físicas podem ser agendados e enviados posteriormente. Para isso, ter sistemas de gerenciamento integrados garante que estoques e sistemas de entregas funcionem adequadamente e proporciona uma excelente experiência e satisfação ao cliente.

 

 

– Same day delivery

 

O same day delivery, ou entrega no mesmo dia, é outra grande tendência do Supply Chain, podendo aumentar significativamente a experiência com seu consumidor e trazer altos benefícios para o seu negócio, afinal, quem nunca sofreu ao realizar um pedido pela internet e esperou por dias por sua chegada? Marcas conhecidas por todo o mundo investem intensamente em otimizações que melhoram o tempo de entrega, incluindo o recebimento do pedido no mesmo dia.

 

É fundamental que, para atender essa demanda, você invista em um software especializado, uma vez que a velocidade do processamento de informações precisa ser priorizada e calculada com bastante eficácia e precisão. Hoje o mercado de tecnologia logística conta com o sistema OMS, capaz de rastrear todas as informações e processos relacionados aos pedidos em tempo real, como entrada de pedidos, gerenciamento de estoque, atendimento e serviço pós-venda.

 

 

– Showroom físico para produtos digitais

 

Uma outra tendência capaz de aumentar a experiência dos consumidores e que vem ganhando força nos últimos anos é o showroom físico, ou seja, montar um ponto de venda físico para que os clientes possam experimentar produtos que são vendidos de forma on-line antes de comprá-los. Sendo assim, após interagirem com o produto fisicamente, os consumidores podem solicitá-lo normalmente pela internet e receber tradicionalmente em casa. É uma forma de gerar encantamento nos clientes e desejo pelos produtos.

 

 
– Logística reversa

 

O aumento das compras on-line também desencadeou um fluxo maior da logística reversa, uma vez que as trocas e devoluções passam a ser mais comuns. E aí é preciso mais do que preparo para lidar com esse processo. É fundamental executar as estratégias certas, contar com o suporte da tecnologia e priorizar um bom atendimento para que a logística reversa aconteça com a maior agilidade possível. Se o cliente tiver uma boa experiência na troca ou até mesmo, na devolução, ele certamente retornará.

 

 

3. Equipe multidisciplinar e altamente capacitada

 

 

De colaboradores operando no estoque a motoristas de caminhão, os últimos anos mostraram ao mercado uma grande falta de mão de obra qualificada, multidisciplinar e capacitada no mercado. A falta de colaboradores eficientes durante a crise, a fim de otimizar recursos, foi um desafio para o Supply Chain, e tudo isso deixou alguns aprendizados que devem ser investidos em 2022.

 

Portanto, mais que o aumento de salário, aproveite a crescente do mercado para investir na capacitação dos seus colaboradores, forneça treinamentos, oriente sobre o funcionamento de toda a estrutura do seu negócio, crie uma cultura empresarial, deixe os funcionários motivados e seguros. Uma empresa que oferece condições boas, pessoais e profissionais, terá não só uma equipe alinhada e motivada, mas também colaboradores seguros e fiéis.

 

Dado o momento em que quase todos os varejistas estão em crise, fidelizar, capacitar funcionários, manter os trabalhadores seguros por meio da tecnologia e novas estratégias que priorizam as pessoas será absolutamente fundamental em 2022.

 

 


 

Sua cadeia de suprimentos está preparada para os desafios em 2022?

 

 

Muitas são as tendências a serem aplicadas no dia a dia do Supply Chain, e claro, para deixar tudo de forma prática, simples, eficiente e otimizada, é importante contar com a tecnologia ao seu favor. Estar em concordância e ter o desejo de adotar as tendências de logística não significa que você seja obrigado a trocar todo o aparato tecnológico do seu armazém, mas é necessário adequá-los ao novo mercado.

 

Hoje é possível contar com alguns sistemas de gerenciamento capazes de auxiliar nas diferentes especificidades da sua empresa, como por exemplo:

 

 

WMS

 

O sistema WMS é um software robusto e completo, capaz de interligar o sistema nativo de seu armazém com sistemas automáticos e os principais ERPs do mercado. Com o sistema WMS é possível acompanhar todas as informações do Supply Chain em tempo real, visualizar e ter previsibilidade de métricas importantes para o controle do fluxo de trabalho, a avaliação do desempenho e o planejamento de ações futuras. Além de toda a gestão operacional, com o WMS você otimiza recursos financeiros, organiza melhor o estoque, garante a acuracidade e acompanha a demanda do mercado com base nos históricos monitorados.

 

 

YMS

 

Assim como é importante contar com a ajuda de um sistema interno, softwares de acompanhamento externos auxiliam na velocidade do fluxo de trabalho. O sistema YMS faz todo o gerenciamento da gestão de pátio, auxiliando na otimização de fluxo de veículos, seja no embarque ou desembarque de cargas. Seu objetivo principal é garantir a agenda de entregas e coletas e a disponibilidade de docas, assegurando o ritmo de entrada e saída adequado do pátio e o melhor aproveitamento da sua força de trabalho.

 

 

OMS

 

Outro sistema que viabiliza a aplicabilidade das tendências do Supply Chain em 2022 é o sistema OMS, atrelado à experiência do cliente, uma vez que rastreia todas as informações e processos relacionados aos pedidos, incluindo entrada de pedidos, gerenciamento de estoque, atendimento e serviço pós-venda. O software oferece em tempo real o acompanhamento de dados, tanto para empresas, como para consumidores. Por exemplo, é possível para organizações acompanhar seus índices de estoques e o fluxo de atendimento das demandas, já o cliente pode acompanhar melhor o status do seu pedido.

 

A dica principal é fazer tudo com muito cuidado. Realize uma análise junto à sua equipe, trace metas de crescimento e planeje a melhor forma de alcançar excelentes resultados. Além disso, conte com empresas parceiras que entendam a realidade do seu negócio e forneça as melhores condições para auxiliar na busca pelo sucesso. Somente dessa maneira, você saberá quando realizar cada investimento sem que isso possa comprometer o orçamento da sua empresa.

 

 



Deixe um comentário