Checklist: prepare o seu armazém para a Black Friday

Confira quais passos são fundamentais para que o seu armazém opere com o máximo de eficiência na Black Friday

 

armazem-black-fridayAs perspectivas para a Black Friday de 2021 são boas. Diante do acelerado crescimento do e-commerce, a expectativa  é de as vendas disparem na temporada de descontos. Os números comprovam: de acordo com um estudo realizado pelo Méliuz , 71% dos brasileiros pretendem fazer compras nesta Black Friday. Esse alto percentual segue a tendência do ano passado, quando houve um recorde nas vendas, com elevação de 26% nas compras on-line em relação à 2019. Diante dessa grande oportunidade de aumentar o faturamento, é inevitável questionar: o seu armazém está pronto para esse boom nas vendas?

 

O preparo da estrutura logística diz muito sobre o sucesso do seu negócio na Black Friday. E vale a pena se concentrar nisso, afinal, as chances de lucratividade são altas. Para se ter uma ideia, a Black Friday de 2020 movimentou R$ 4,02 bilhões no e-commerce, segundo a consultoria Ebit|Nielsen, especializada em análises do mercado varejista. Quem já se atentou à importância da data para incrementar o faturamento é a Mercado Livre. De acordo com matéria divulgada no InfoMoney, a empresa pretende manter os seus prazos de entrega durante a Black Friday. Hoje, a Mercado Livre já consegue enviar 20% dos pedidos nos mesmo dia, 75% em até um dia e 90% em até dois dias. E na sua empresa? Quais são os prazos vigentes?

 

Para fazer entregas rápidas e com qualidade, não basta apenas cuidar de um ou outro processo no armazém. É preciso ter um olhar 360°, afinal, estamos falando de um fluxo semelhante a uma linha de produção, onde uma etapa depende da outra. Por exemplo, se houver erros na armazenagem, o picking pode ser impactado. Se há uma separação incorreta, a expedição será dificultada. Nesse sentido, ao preparar o seu armazém para a Black Friday, você deve seguir, primeiro, a premissa principal: produto certo, na hora certa, no local certo. Além disso, é necessário adotar estratégias que garantam o máximo de agilidade e precisão na execução de cada tarefa. Neste texto, te ajudaremos com algumas dicas fundamentais.

 

Como preparar o armazém para a Black Friday: visão geral

 

De modo geral, para ter um armazém organizado e capaz de lidar com o alto volume de vendas na Black Friday, você precisa ter:

 

– Layouts de armazém e fluxos de trabalho adequados

– Integrações de software confiáveis para todas as partes do seu negócio

– Boas relações com fornecedores

– Relatórios confiáveis e, de preferência, com atualização em tempo real

– Equipe bem treinada

 

Pode ser que você precise adquirir uma quantidade adicional dos itens de maior saída e, nesse caso, ter um layout adequado, fazendo o uso correto do espaço de armazenagem, será crucial para manter a organização do estoque e o fluxo de trabalho em perfeita atividade. É importante considerar também o preparo da sua equipe e a sua estrutura atual, incluindo a tecnologia utilizada. Será que eles estão prontos para lidar com a alta demanda? Esse questionamento não pode ser esquecido.

 

Para facilitar ainda mais o preparo do seu armazém para a Black Friday, compartilhamos, a seguir um checklist com os principais pontos que devem ser considerados. Lembre-se de que uma pequena ineficiência em um único processo pode colocar tudo a perder. Por isso, todos os itens devem ser cuidadosamente analisados.

 

Checklist para preparar o armazém para a Black Friday

 

Confira a seguir todos os quesitos que precisam ser contemplados para que o seu armazém alcance plena eficiência no atendimento às vendas da Black Friday:

 

1 – Revise o histórico de vendas para garantir níveis de estoque suficientes.

 

2 – Reorganize o layout do seu armazém considerando a Classificação ABC: itens de maior saída devem estar mais acessíveis e próximos da área de expedição.

 

3 – Tenha todos os recursos do seu armazém preparados com antecedência, incluindo equipamentos, materiais de embalagem e recursos humanos. Não se esqueça de fazer a manutenção prévia dos equipamentos.

 

4 – Certifique-se de que todos os produtos e endereços estejam devidamente sinalizados.

 

5 – Assegure-se de que seu armazém tenha definido adequadamente as áreas de preparação de pedidos e que as linhas estejam devidamente balanceadas.

 

6 – Verifique se a modalidade de picking utilizada é a mais adequada para o seu negócio. Para a separação de itens fracionados, por exemplo, nós indicamos o Batch Picking associado ao Put to Wall.

 

7 – Revise as suas estratégias de reabastecimento de estoque, verificando se os procedimentos para a reposição são precisos e eficazes.

 

8 – Teste todas as suas tecnologias e assegure-se de que os sistemas estão perfeitamente integrados.

 

9 – Verifique se há necessidade de contar com mão de obra adicional e, caso positivo, faça as contratações com antecedência.

 

10- Treine a sua equipe para a execução dos trabalhos e também para as possíveis ocorrências e como resolvê-las.

 

11 – Garanta o máximo de segurança no fluxo interno. Como haverá um alto trânsito de pessoas no armazém, cheque se todas as áreas dedicadas aos pedestres estão sinalizadas, assim como as de trânsito de equipamentos. Também certifique-se de que apenas o pessoal autorizado opere as empilhadeiras e outros equipamentos.

 

12 – Esteja pronto para inventariar as mercadorias de alta rotatividade.

 

13 – Acompanhe o desempenho da sua operação em tempo real.

 

14 – Realize testes e simulações antes do grande dia.

 

Pode parecer difícil revisar todos esses pontos e garantir que os processos sejam executados com o máximo de eficiência e precisão, mas há um grande aliado que te ajudará em praticamente todas as tarefas listadas: o sistema WMS. Com a ajuda do software, você tem um endereçamento eficiente; monitora todas as movimentações; conta com o slotting e o Kanban (permitindo o melhor uso do espaço e rotação correta do estoque); gera ondas de picking automaticamente, com a hierarquização dos pedidos e a convocação ativa dos funcionários; realiza a conferência na expedição para assegurar que o pedido está correto; dentre outras funcionalidades cruciais.

 

O WMS também oferece a Gestão à Vista, ou seja, você e sua equipe tem em mãos dashboards e indicadores da operação que são atualizados em tempo real, permitindo uma resposta ágil a qualquer atraso ou intercorrência. Além disso, o sistema oferece modalidades de inventário cíclico que são inseridas na rotina da sua operação, garantindo o máximo de acuracidade. É por esses motivos que destacamos mais um requisito para o sucesso na Black Friday: contar com um sistema WMS integrado aos demais softwares utilizados na sua empresa. A tecnologia fará uma enorme diferença nos seus resultados!

 

Venda mais e conquiste os clientes

 

Não é novidade para ninguém que o consumidor de hoje é muito mais exigente do que o de anos atrás. Isso decorre não apenas da digitalização, que permitiu uma aproximação entre empresa e cliente e que deu voz aos compradores nas plataformas on-line. É também em razão do aperfeiçoamento que os grandes players têm efetuado em seus negócios, especialmente no que tange ao atendimento ao cliente. Quanto mais benefícios, comodidade e conforto essas companhias oferecem, maior a expectativa do consumidor em relação às demais empresas com as quais se relaciona.

 

Portanto, se você realmente quer se destacar nesta Black Friday, é hora de priorizar a logística, pois a satisfação do seu cliente depende muito de bons processos em seu armazém. Aproveite as dicas que compartilhamos e coloque-as em prática. E se quiser se aprofundar ainda mais nesse tema, acesse um texto que publicamos anteriormente, o qual reúne questionamentos importantes a serem feitos durante a revisão do seu armazém e o preparo para a Black Friday. Boas vendas!



Deixe um comentário