Por que você deve investir em um armazém inteligente?

Conheça as tecnologias que deixam o seu armazém um passo à frente da concorrência 

 

armazem_inteligente

Você conhece o termo armazém inteligente? Tem preparado o seu para o futuro? A acelerada digitalização dos últimos anos, somada ao aumento das exigências do consumidor e à ascensão de grandes players no mercado, tem impulsionado as empresas na busca pela inovação em todos os seus setores, especialmente em centros de distribuição e nos fluxos de last mile. De acordo com a pesquisa da LogisticsIQa automação deve crescer 14% atingindo US $ 30 bilhões até 2026.

 

No Japão, Hong Kong e Cingapura, armazéns automatizados com vários andares já são comuns. A Supply Chain City de Cingapura combina uma instalação de sistema automatizado de armazenamento de 50 metros de altura com cinco andares de armazenamento. A Amazon, atualmente, utiliza robôs desenvolvidos pela Kiva Systems – uma empresa que ela comprou por US $ 775 milhões em 2012. Hoje, a gigante do e-commerce tem mais de 200 mil robôs trabalhando dentro de seu CD, ao lado de centenas de milhares de trabalhadores humanos. Com tanto investimento em tecnologia, a empresa tem cumprido suas promessas, cada vez mais, de entregas rápidas aos seus clientes. E outros exemplos como esses se espalham mundo afora.

 

Essa nova realidade mostra o quanto é importante estar preparado para atender da melhor forma possível às necessidades dos clientes, especialmente no e-commerce. Os compradores querem agilidade, comodidade e personalização no atendimento. E só existe uma forma de alcançar esses três objetivos: investindo em softwares especializados e em automação avançada. Hoje em dia, para se manter competitivo, aplicar tecnologia e inovação no negócio, a começar pela logística, se tornou uma necessidade.

O que é um armazém inteligente?

 

Esse conceito tem como base a Indústria 4.0, que começou como uma iniciativa do governo alemão lançada em 2011 para “reindustrializar” o mundo ocidental. A ideia principal é que fábricas, armazéns e centros de distribuição funcionem como sistemas automatizados e de autoaprendizagem. Afinal, quanto mais consumidores forem atendidos, com o máximo de eficiência e menor tempo, maiores são as chances de as empresas evoluírem.  É a inovação a serviço da eficiência operacional. 

 

É importante lembrar que um armazém inteligente é muito mais do que um prédio cheio de máquinas e robôs em operação. Na verdade, os sistemas e as automações conversam entre si e com seus supervisores humanos. Há, portanto, uma sinergia perfeita entre o papel executado por cada um. Desse modo, quando falamos em armazém inteligente não significa que há a eliminação do recurso humano ou sua substituição por automações. O que acontece é a redistribuição das tarefas, aproveitando o potencial de cada um.  

 

Em um armazém inteligente o estoque deixa de ser um labirinto complexo. Cada mercadoria é facilmente localizada e suas movimentações passam a ser rastreadas. Códigos de barras, sensores e etiquetas de identificação são essenciais nesse processo. A integração de sistemas é peça fundamental.  

 

 

 

Mais do que softwares, a espinha dorsal do armazém

 

A área de TI está em constante evolução. Para o Supply Chain, já existem softwares avançados e especializados, como o WMS (software de gestão do armazém), YMS (software de gestão do pátio), TMS (software de gestão dos transportes) e OMS (software de gestão do pedido). Essas soluções dão suporte à execução dos processos, comunicam-se com as automações e centralizam os dados, permitindo uma gestão mais eficiente, facilitando a execução dos processos e beneficiando também os próprios clientes da empresa. É por isso que dizemos que esses sistemas formam a espinha dorsal de um armazém inteligente.  

 

Para que você conheça cada software, suas particularidades e áreas de atuação, detalhamos a seguir: 

 

Sistema WMS

 

WMS (Warehouse Management System) permite a gestão e o controle de todos os processos do armazém, desde o recebimento até a expedição. Com o sistema, é possível organizar os fluxos de produtos dentro do CD, bem como administrar o estoque, tudo em tempo real. A grande vantagem do WMS, além de estar presente em todas as etapas, é que o software toma decisões automáticas, sejam elas relacionadas ao endereçamento, movimentação de mercadorias, ondas de picking, carregamento, etc., visando sempre o melhor uso dos recursos do CD.  Portanto, o WMS proporciona um armazém muito mais eficiente, com o mínimo de erros, otimizando tempo e custo. 

 

Antes da sua instalação, é feito um estudo para entender quais tecnologias serão integradas ao sistema, sejam outros softwares (ex: ERPs, sistemas de e-commece, YMS, TMS, OMS, etc) ou automações, as quais detalharemos a seguir. O WMS se comunica com todas as inovações, trocando informações e oferecendo diretivas o tempo todo.  

 

Outra vantagem do WMS é que o software cresce e evolui com a empresa, ou seja, ele se adapta ao seu projeto de acordo com sua necessidade.  

 

Para tirar o melhor do seu armazém inteligente, é necessário ter um WMS de confiança e que tenha resultados concretos, além de ser essencial que o mesmo conte com camadas de integração com outros softwares e automações.  

 

YMS

 

YMS (Yard Management System) ou sistema de gestão de pátio dá suporte e ajuda a otimizar os fluxos no pátio, sejam relacionados ao embarque ou desembarque de cargas. O software tem como objetivo garantir a organização da agenda de entregas e coletas e da disponibilidade de docas, além de assegurar a segurança na entrada e saída do pátio e o melhor aproveitamento da sua força de trabalho. 

 

 

OMS

 

OMS (Order Managment System) é um software que rastreia todas as informações e processos relacionados aos pedidos, incluindo entrada de pedidos, gerenciamento de estoque, atendimento e serviço pós-venda. Através do sistema, tanto a empresa quanto o comprador têm visibilidade sobre os dados que mais lhe interessam. Por exemplo, as organizações passam a ter uma visão quase que em tempo real dos seus estoques, já o cliente pode acompanhar melhor o status do seu pedido. 

 

 

TMS

 

O TMS (Transportation Management System), conhecido como Sistema de Gerenciamento de Transporte, é uma solução gere toda a operação e gestão de transportes de forma integrada, permitindo visibilidade e controle das operações de transporte – da expedição à entrega ao cliente, envolvendo documentação, manutenção de frota, controle de paradas e cálculo de frete. Como TMS, a empresa dá um salto de qualidade e produtividade nos processos de distribuição de cargas, o que significa mais segurança, menos custos e mais eficiência.

 

Automações à disposição!

 

Atualmente, há vários sistemas de automação disponíveis que podem otimizar a performance de um armazém, atendendo as necessidades do seu negócio. Conheça algumas:

 

Shuttle

 

shuttle é um sistema composto por módulos de armazenagem verticais, de alta densidade, “carrinhos” que percorrem a profundidade das estantes para coletar ou depositar produtos e elevadores que deslocam os carrinhos entre os vários níveis. 

 

Trata-se de uma solução de automação que armazena e transporta produtos até os separadores. Essa estrutura é considerada por muitos o “coração” das modernas operações logísticas. Seu funcionamento depende da integração com o sistema de gestão de armazéns, o WMS, que é o responsável por transmitir a onda de picking ao shuttle para que ele faça a separação automática, levando o produto certo na quantidade certa e no momento certo até o operador. Dentre os seus benefícios estão a agilidade na separação, aumento da segurança e melhor ocupação dos espaços.  

 

 

A-frame

 

A-frame é um sistema modular é integrado por uma esteira transportadora sobre a qual existe uma estrutura composta por uma série de canais que cobre os dois lados. Cada canal trabalha com determinado SKU, tendo capacidade para armazenar diversas unidades. Quando o pedido é enviado à máquina, geralmente através da integração com o WMS, os produtos demandados são ejetados pelos canais e caem na esteira, seguindo um trajeto até a estação de embalagem. Todo esse processo é realizado de forma muito rápida. Para se ter uma ideia o A-Frame é capaz de separar 250 a 4.000 pedidos por hora.  

 

Essa automação pode ser utilizada no e-commerce, varejo, loja, atacado e em qualquer lugar que precise de atendimento de pedidos em alta velocidade, utilizando mão de obra mínima, alta precisão e rendimento 

 

 

Voice picking

 

Trata-se de um sistema de separação de pedidos que emprega identificação por radiofrequência (RFID) e / ou WiFi para transmitir instruções verbais pelo armazém. Os comandos são fáceis e utilizam uma linguagem simples. Através do voice picking o funcionário recebe em seu fone de ouvido as instruções para separar um pedido (local de armazenagem, quantidade, etc.) e vai confirmando, em seu microfone, todas as ações concluídas. 

 

Normalmente, o Voice Picking é projetado para armazéns que gerenciam um grande número de SKUs e que também exigem um baixo número de trechos para selecionar. Dentre suas vantagens estão a redução de erros na separação, maior agilidade no picking, menor tempo de treinamento, visibilidade em tempo real e facilidade de implantação.  

 

 

Pick-to light 

 

pick-to-light é um sistema de automação do picking que utiliza luzes que direcionam a equipe de separação, dispensando listas em papel e trazendo muito mais precisão e agilidade ao processo. Para que a separação seja conduzida pelo pick-to-light, ele precisa ser integrado ao sistema WMS, responsável por acender o visor e que indicar a quantidade de itens a ser separada de acordo com cada pedido.    

 

Calcula-se que o pick-to-light é capaz de gerar aumentos de 30 a 50% na produtividade do picking e de trazer 99,9% mais precisão no atendimento de pedidos.

 

 

Sorter

 

sorter é um sistema de classificação automática de pedidos, realizada conforme o local de destino. Depois de separados, os pedidos são encaminhados a esse sistema, que se encarrega de distribuir cada /pacote em diferentes estações de embalagem ou portas de transporte de encomendas.  

 

É importante lembrar que para que o sistema seja capaz de fazer a classificação automática, através de scanners de código de barras e outros sensores, ele precisa estar integrado ao sistema WMS, que é o responsável por enviar as informações de cada pedido, permitindo ao sorter o direcionamento nos canais. Com a automação, há uma diminuição dos custos de mão de obra e de transporte e maior precisão na entrega dos pedidos 

 

 

AGV

 

O AGV consiste basicamente em um robô portátil que segue ao longo de longas linhas ou fios marcados no chão, ou pode também usar ondas de rádio, câmeras de visão, ímãs e lasers para orientar o seu deslocamento. Esse tipo de veículo automático transporta desde pequenas até grandes cargas, podendo trabalhar em integração com o WMS, o qual transmite as ondas de movimentação para que o AGV possa fazer o deslocamento dos materiais. 

 

Os AGVs possuem uma variedade de formas e tamanhos para lidar com diferentes mercadorias. Esses veículos autônomos prometem um alto nível de precisão, maior velocidade e menos custos.   

 

 

Como a Delage te ajuda a ter um armazém inteligente

 

Para a Delage, inovação é antecipar como se trabalhará no futuro. É a visão de que sempre pode-se fazer diferente e melhor. Há mais de 25 anos a Delage auxilia empresas, na América Latina, na distribuição de tecnologia para a cadeia de abastecimento, se consolidando como uma empresa Best of Breed. São mais de 200 projetos implementados, três indicações consecutivas ao Top 3 dos melhores WMS do país (Prêmio Inbrasc), conquistando o título de campeã por duas vezes, além do pioneirismo em contar com um WMS validado internacionalmente. 

 

Com tecnologias que atendem empresas de diversos portes e segmentos, a Delage vem se destacando a cada ano como uma solução nacional de padrão mundial. Somos o primeiro e único WMS do Hemisfério Sul a fazer parte desde 2010 do banco de dados do conceituado Instituto Fraunhofer, responsável por atestar e validar sistemas WMS de todo o mundo.  

 

Reunindo toda a sua experiência no desenvolvimento de tecnologias para a Logística, a Delage lançou recentemente o YMS AccuScheduler®. Trata-se de uma plataforma colaborativa que integra a sua empresa aos seus fornecedores e transportadores, centralizando em um único lugar todas as informações referentes ao recebimento. O software conta com várias funcionalidades que reforçam a segurança e facilitam a organização dos turnos de trabalho nos CDs, além de oferecer painéis para acompanhamento das operações em tempo real. 

 

Outra solução oferecida pela Delage é o Omni Delage ® Rx que interconecta o OMS (Order Managment System), o WMS (Warehouse Managment System) e o ERP, de modo a oferecer uma gestão completa do pedido e total controle do estoque. Com a tecnologia, é possível centralizar todas as informações dos pedidos, ter uma visibilidade completa dos estoques e do acompanhamento de itens vendidos, devolvidos ou trocados, eliminar erros, reduzir custos e monitorar todos os dados em tempo real.  

 

Recentemente, a Delage finalizou o projeto de implantação de sua solução de WMS no mais moderno centro de distribuição de specialities da Argentina, pertencente à empresa  Scienza. O WMS Delage® Rx foi integrado ao ERP SAP e à automação KNAPP, que inclui dois OSR® Shuttle KNAPP®, um para cadeia de frio localizado em uma câmara frigorífica. O projeto foi um sucesso, confirmando a expertise da Delage em tecnologias avançadas e que acompanham o crescimento da empresa.  

 

Para conhecer mais casos de sucesso com as soluções SCE da Delage, acesse aqui.  



Deixe um comentário