Como o WMS pode ajudar na cubagem de volumes e packing? - Delage

Como o WMS pode ajudar na cubagem de volumes e packing?

Saiba como o sistema WMS automatiza o cálculo da cubagem e auxilia na definição da embalagem certa para cada pedido 

 

 

Se você é gestor de logística, certamente vai confirmar que a pressão pela redução de custos e garantia da eficiência em todas as etapas da operação é constante. Na verdade, isso impacta não apenas a saúde financeira da empresa, como também a própria satisfação do cliente, que espera agilidade e precisão nas entregas e também custos reduzidos de frete. Mas como economizar e ser eficaz? Um dos pontos que merece a atenção é a cubagem de volumes.  

 

 

Uma cubagem correta te auxilia na redução de desperdícios ocasionada pelo uso de embalagens inadequadas, e também na formação de cargas, evitando o mau aproveitamento de espaço. Isso significa que sua empresa economizará custos internos e de transporte e estará atuando ativamente em prol da sustentabilidade. E vale lembrar que os clientes valorizam as empresas engajadas nesta causa. É por isso que dizemos que a cubagem no packing está entre os elementos-chave para o sucesso do planejamento logístico da sua empresa. 

 

 

Contudo, ainda há muitas dúvidas a respeito do assunto, inclusive sobre como calcular corretamente a cubagemPara mudar isso, neste texto, iremos esclarecer os questionamentos e mostrar como o WMS pode tornar todo o processo mais ágil e fácil.  

 

Afinal, o que é cubagem de volumes? Qual a diferença em relação à cubagem de cargas? 

 

 A cubagem está relacionada ao volume de um produto qualquer, ou seja, relaciona-se à fórmula comprimento x altura x largura. No contexto de um armazém, quando falamos “cubagem de volumes”, estamos nos referindo ao cálculo que vai ajudar na escolha da embalagem ideal para um pedido. Ou seja, considera-se a área ocupada por todos os itens que formam um pedido e, a partir do número alcançado, define-se a caixa ou pacote ideal para que todos os produtos fiquem bem encaixados, sem que haja sobra excessiva de espaço.  

 

 

Há também a cubagem de cargas, que relaciona o volume do produto e o espaço do veículo que fará o transporte, sendo, portanto, fundamental para otimizar o frete e evitar desperdícios. Ela identifica qual a capacidade de carga disponível em um veículo, assim como suas limitações.  

 

Essa informação é primordial para consolidar os envios de forma eficiente, equilibrando o peso bruto com o espaço físico. Ou seja, sem a cubagem de cargas, não há um eficiente planejamento da logística, já que o processo de carregamento fica muito mais preciso quando os volumes das mercadorias e a área do veículo são considerados.  

 

Como calcular a cubagem de volumes? 

 

 

No cálculo da cubagem de volumes é preciso considerar tanto a cubagem de cada item que compõe o pedido (Cubagem = altura x largura x comprimentoquanto as dimensões de cada embalagem. Basicamente, descobre-se a área total que as mercadorias irão ocupar juntas e, assim, faz-se a escolha da caixa ou pacote que tenha dimensões semelhantes.  

 

Nas operações manuais, é comum os funcionários escolherem aleatoriamente as embalagens, afinal, não dá pra ficar calculando o tempo todo a cubagem de cada pedido. Só que isso pode ocasionar em desperdícios de material e impacta na formação da carga dentro do veículo de transporte. Se o espaço é mau utilizado, há prejuízos e pode também haver uma elevação do frete – ou esse custo irá para a sua empresa ou para o consumidor, mas nenhuma das duas situações é positiva.  

 

 

WMS: cubagem de volumes rápida e 100% precisa  

 

 

A boa notícia é que a tecnologia pode te auxiliar muito na definição da embalagem ideal para o pedido, evitando o desperdício de material e as implicações decorrentes. Essa é a função do sistema WMS, que realiza a cubagem de forma automática, indicando ao funcionário do packing que tipo de caixa ou pacote deve ser utilizado em cada demanda.  

 

No cadastro de produtos realizado no WMS são inseridas as dimensões de cada mercadoria. Também são registrados os tamanhos das embalagens disponíveis. Como o WMS controla o pedido desde o momento da separação, o software calcula automaticamente a cubagem de volumes total, fazendo, assim, a indicação da melhor embalagem.  

 

Na prática, isso quer dizer que o sistema já otimiza a caixa de embalagem (unidade de manuseio de transporte) durante a separaçãolevando em conta a cubagem da caixa e como cada produto será organizado ali dentro.  

 

 

 

Além disso, o WMS divide por setor e endereço os volumes na cubagem, ou seja, os produtos serão organizados nas caixas ou pacotes de acordo com a sua especificidade. Por exemplo, se um pedido inclui alimentos e itens de perfumaria, o sistema já os separa em embalagens diferentes, evitando quaisquer riscos de contato.  

 

Em suma, com o WMS você evita desperdícios, contribuindo para o meio ambiente, acelera o packing e aproveita melhor o espaço de cada frete. É a tecnologia unindo eficiência, sustentabilidade e economia! 

 

Quer saber mais sobre o WMS, conhecendo em detalhes as funcionalidades que o sistema da Delage oferece para o packing e expedição? Entre em contato com nossos especialistas e descubra como o software pode transformar a sua operação e elevar cada vez mais a satisfação do seu cliente.  

 



Deixe um comentário