Como gerenciar seu estoque para acomodar a demanda variável? - Delage

Como gerenciar seu estoque para acomodar a demanda variável?

Entenda como aplicar estratégicas essenciais que auxiliam no gerenciamento de estoque em períodos de demanda variável.

 

 

demanda-variávelO mundo dos negócios exige atenção, adaptação diante de novos cenários, proatividade, além de uma constante visão estratégica. É bastante comum que gestores logísticos, por exemplo, passem ao longo de sua vida profissional por muitos desafios envolvendo imprevistos que podem afetar diretamente os estoques, comprometendo o funcionamento total da cadeia de suprimentos.

 

Um dos mais recentes e memoráveis imprevistos vividos por empresas de todo o mundo foi a Covid-19. A pandemia trouxe impactos profundos na cadeia de suprimentos em escala mundial. Logo em seu início, pouco depois da emissão de alertas a respeito dos números de casos crescentes da doença, observamos filas de consumidores em mercados de diferentes países em busca de papel higiênico, macarrão, produtos de limpeza, comidas enlatadas, entre outros suprimentos,  com a finalidade de compor um “bunker de sobrevivência” em suas residências caso fosse necessário uma quarentena e/ou isolamento total.

 

Esse evento conhecido como panic buying, ou seja, compras motivadas pelo pânico, desregulou estoques de inúmeras empresas que se viram na obrigatoriedade de adaptar-se a um novo cenário que nascia e, como sabemos, duraria alguns meses.

 

Além de grandes crises de saúde pública, econômicas, políticas e desastres naturais, que podem trazer imprevistos para as empresas, temos também o efeito digital. Em um mundo cada vez mais adepto à internet, redes sociais e influencers, o “boom” de acessos e demanda por determinados produtos podem fazer com que gestores lidem com a logística de seus estoques de forma inesperada.

 

Um ótimo exemplo para entendermos a importância do efeito digital nos negócios aconteceu com a influencer e empresária brasileira Jade Picon. Poucas horas após sua eliminação em um dos maiores reality show do país, ela fez com que esgotasse em um site todas as peças – incluindo cores e tamanhos – da roupa a qual usava no momento de sua saída do programa.

 

Portanto, se você é um varejista de comércios tradicionais ou eletrônicos, atacadista, ou gestor logístico dos mais diferentes setores do mercado, uma coisa é certa: é preciso estar preparado para lidar com o gerenciamento de estoque diante situações que envolvam a demanda variável.

 

A seguir, compartilharemos com você algumas das principais formas de lidar com seu estoque e prepará-lo para momentos imprevistos. Isso lhe dará vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes, além de assegurar os níveis de estoque para atender a demanda de seus consumidores, promovendo uma melhor experiência com sua marca.

 

 

O grande desafio da demanda variável

 

 

Você viu anteriormente que são diversos os fatores que podem gerar uma demanda variável para sua empresa, ou seja, causar oscilações na procura do mercado e fazer com que a busca por um determinado produto seja alta.

 

Um anúncio na televisão é feito e isso pode desencadear pânico na população;  uma guerra é iniciada e produtos de segurança podem ser os mais buscados por horas; uma influencer digital menciona para seus milhares de seguidores um determinado produto e ele automaticamente é procurado por pessoas em segundos. Tudo isso pode desregular o planejamento logístico de seu estoque e gerar uma série de desafios para sua cadeia de suprimentos. Sem contar os períodos de sazonalidade que, de certo modo, já são previstos ao longo do ano, como mudanças na estação, datas comemorativas, férias, etc. O fato é que as variações na demanda são situações comuns em quase todos os tipos de negócio, daí a importância em desenvolver soluções inteligentes para manejá-las com destreza.

 

Tendo uma boa estratégia é possível controlar a situação, promovendo segurança aos consumidores, aumentando a margem de lucratividade proporcionada pela oportunidade de mercado, mantendo-se competitivo, bem como garantindo um excelente relacionamento com seus clientes.

 

 

7 formas de lidar com a demanda variável em sua cadeia de suprimentos

 

Selecionamos, a seguir, sete dicas que vão auxiliá-lo na gestão da demanda variável, assegurando que você tenha a quantidade de estoque ideal ou mesmo condições para lidar com as oscilações imprevistas. Confira:

 

 

1. Tenha um estoque de segurança

 

O estoque de segurança tem como principal objetivo assegurar que um determinado item não falte em seu estoque, garantindo ao seu cliente o recebimento dos produtos solicitados, ainda que existam contratempos. Algumas empresas, no entanto, adotaram como principal estratégia não possuir um estoque de segurança mínimo. Essa escolha, apesar de parecer econômica e reduzir custos de armazenagem, pode fazer com que seu estoque fique zerado em casos de imprevistos, gerando gargalos internos.

 

Portanto, o ideal é manter ao menos um mínimo de itens em seu estoque. Para definir essa quantidade, é preciso considerar algumas variáveis importantes, como o histórico de vendas, o lead time do fornecedor e as futuras previsões de vendas (os cálculos de demand forecasting).

 

Hoje, com o avanço tecnológico e novas ferramentas de gerenciamento que facilitam o dia a dia nas cadeias de suprimentos, como o WMS, é possível  manter estoques de segurança com previsibilidade e em tempo real, ou seja, gestores logísticos conseguem monitorar com maior precisão a quantidade ideal de produtos que devem ser estocados por precaução. Tudo isso sem correr o risco de overstocking. Assim, a operação consegue  atender uma demanda variável com rapidez e eficiência.

 

2. Invista na previsibilidade de demanda

 

A previsibilidade de demanda é uma variável muito importante para alcançar a excelência na gestão de estoque. Ela auxilia em inúmeras tomadas de decisão, como a solicitação de novos produtos, a definição da quantidade desejada para o estoque, o entendimento do comportamento dos clientes, entre outras informações essenciais para momentos de demanda variável.

 

Sistemas de gerenciamento de estoque são grandes aliados para otimizar essa etapa. Em geral, eles trabalham interligados a todos os softwares de sua cadeia de suprimento e fornecem em tempo real dados decisivos e históricos de produção e vendas, capazes de prever oportunidades e também possíveis problemas.

 

 

3. Diversifique seus fornecedores

 

No mundo das finanças existe uma premissa essencial: “nunca coloque os ovos em uma cesta só”. Isso garante que, em caso de quedas de juros, baixa em ações, você não sofra consequências grandes e perca muito dinheiro. Na gestão logística não é diferente: imagine se seu único fornecedor passa por um problema interno e não consegue efetuar as entregas para seu estoque? Pois é, isso geraria problemas internos gigantes para sua cadeia de suprimentos.

 

Em momentos de demanda variável, ter fornecedores diversificados permite que você negocie a agilidade de entrega e o aumento de produção dos produtos procurados. Dessa forma, você consegue uma variedade maior de prazos e diferentes fornecedores trabalhando, sem precisar pausar sua operação ou deixar os clientes sem a mercadoria desejada.

 

 

4. Distribua seu estoque

 

Sua empresa possui diferentes localidades de atuação? Nesse caso, uma excelente alternativa para lidar com a demanda variável é repartir seu estoque no maior número possível de acordo com a sua área de atendimento e operação.

 

Em alguns casos, é possível que a demanda variável aconteça em locais diferentes, ou seja, ter uma alta procura pelo produto X na região A, enquanto que na região B o produto em alta seja o Y. Ter um inventário distribuído faz com que você controle melhor o estoque por área e atenda às necessidades em curtíssimo prazo, podendo transferir produtos de um estoque ao outro e mantendo a eficiência da cadeia de suprimentos.

 

 

 5. Diversifique os canais de venda

 

Assim como é importante fazer distribuição do estoque, oferecer aos cliente uma variedade de canais de venda pode auxiliar no gerenciamento mediante a uma demanda variável. Uma vez que a demanda recai sobre a loja física e você tem outros meios de venda, é possível então criar promoções e ofertas de outros itens, a fim de liberar espaço no estoque.

 

Além disso, quando você tem múltiplos canais de venda e conta com o monitoramento por um sistema de gerenciamento eficiente, como o OMS, você consegue recolher dados que auxiliam na previsibilidade de compras e produtos, além de compreender o comportamento de compra dos consumidores.

 

 

 6. Revise estratégias e planos de contingência

 

Qual a última vez que você revisou as estratégias de sua cadeia de suprimentos e revisitou os planos de contingência de seu negócio? Gestores logísticos não esperam e nem desejam imprevistos, é claro, mas é necessário que estes sejam pautas frequentes em planejamentos de ações e estratégias.

 

Assim, sempre que possível, levante informações, identifique oportunidades e implemente estratégias capazes de deixar sua operação e fluxos de trabalho mais simplificados e seguros. Essa ação pode facilitar a forma com a qual sua empresa responde a uma demanda variável, evitando problemas para a cadeia de suprimentos como um todo e, especialmente, mantendo a competitividade no mercado.

 

 

7. Invista no sistema WMS

 

A tecnologia WMS (Warehouse Management System) nada mais é que um sistema capaz de realizar o gerenciamento da sua cadeia logística, com a finalidade de otimizar a gestão do estoque de indústrias, atacados, varejos e e-commerces dos mais diferentes setores do mercado. O software tem um papel vital que permite a previsibilidade de demanda e acompanhamento de informações operacionais de toda cadeia logística em tempo real.

 

Além disso, o WMS é fundamental para criar alertas antecipados de acordo com a demanda variável, avisando sobre os níveis de estoque, controlando e acompanhando pedidos,  identificando problemas e apontando também soluções que auxiliam nas decisões dos gestores.

 

Com o WMS, sua empresa ganha maior controle e possibilidade de redução e otimização no nível do estoque, especialmente o de segurança, melhora o aproveitamento do espaço do inventário reduzindo custos, distribui de forma eficiente as funções operacionais, economizando tempo e recursos, aumenta a velocidade e a produtividade, além de unificar todas as informações da empresa, promovendo segurança e eficiência nos processos logísticos.

 

Investir no software é, portanto, uma forma eficiente de aumentar o controle e de contar com as ferramentas e dados ideais para a gestão das variações na demanda.

 

 

Esteja pronto para manejar com eficiência a demanda variável

 

 

‍Lidar com a demanda variável pode ser bastante desafiador. A falha ao executar estratégias de gerenciamento em momentos de imprecisão pode levar sua cadeia a acumular problemas e prejuízos, financeiros e de reputação. Contudo, pequenas mudanças em sua gestão e na organização do seu armazém podem prevenir a escassez e rupturas no estoque e assegurar a lucratividade e sucesso do seu negócio.

 

Comece colocando em prática as dicas que apresentamos e tenha em mente que a tecnologia é sua grande aliada para um gerenciamento eficiente. Conheça as nossas soluções de WMS e OMS e veja como elas podem te ajudar em um monitoramento eficiente e no melhor uso dos seus recursos.

 



Deixe um comentário